O guia completo para iniciantes da dieta cetogênica

A dieta cetogênica é uma dieta baixa em carboidratos e rica em gorduras, que envolve a redução de carboidratos baixos o suficiente para induzir um estado metabólico chamado cetose.

Esse tipo de alimentação com baixo teor de carboidratos foi demonstrado em vários estudos para ajudar as pessoas a perder peso e diminuir os fatores de risco para doenças cardiovasculares. (1, 2, 3, 4)



Estudos recentes também estão descobrindo que a dieta é mais segura para uso a longo prazo do que se pensava. (5)



Os estudos sobre dieta cetogênica também revelam benefícios em potencial para a melhoria do diabetes tipo 2, câncer, Alzheimer e epilepsia. (6, 7, 8, 9)

Para descobrir se a dieta cetogênica é ideal para você, este artigo fornece um guia completo, explicando tudo o que você precisa saber.



Lembre-se da dieta cetogênica, embora seja excelente para perda de peso, pode não ser adequada para certas pessoas. É importante passar por uma avaliação de saúde pelo seu médico para determinar se você tem contra-indicações ou outras circunstâncias relacionadas à saúde que o impediriam de iniciar esta dieta. (Vejo Perguntas frequentes abaixo)

Veja como a dieta cetogênica funciona

Uma dieta cetogênica é uma dieta pobre em carboidratos, rica em gorduras e moderada em proteínas. Os carboidratos são limitados a 50 gramas por dia e às vezes até mais baixos, de 20 a 30 gramas por dia. A redução de carboidratos nessa medida coloca o corpo em um estado metabólico chamado cetose. A cetose é um processo natural pelo qual o corpo passa quando a ingestão de alimentos é baixa. Durante um estado de fome, produzimos corpos cetônicos, que são produzidos pelo fígado a partir do metabolismo das gorduras. O objetivo de uma dieta cetogênica é reduzir os carboidratos para deixar o corpo de sua fonte primária de energia - a glicose. Sem um suprimento constante de glicose, o corpo é forçado a gorduras de decomposição cetonas para serem usadas como fonte de energia alternativa.



As cetonas são moléculas hidrossolúveis que são capazes de atravessar a barreira hematoencefálica, o que significa que também fornecem energia ao cérebro quando a glicose é baixa. (10)

Os níveis de insulina também são baixos durante a cetose. As condições de saúde afetadas pelo alto nível de açúcar no sangue e insulina podem ser melhor gerenciadas com uma dieta cetogênica. 11)

Resumindo: A dieta cetogênica induz a perda de peso, substituindo carboidratos por alimentos com alto teor de gordura que forçam o corpo a queimar gordura e usam cetonas como sua principal fonte de energia. Dietas cetogênicas ajudam a estabilizar os níveis de açúcar no sangue e insulina.



Como dietas cetogênicas ajudam a perder peso?

Pode parecer contra-intuitivo comer mais gordura para perder peso. Afinal, não é gordo do que queremos nos livrar? É por isso que vemos tantas dietas com pouca gordura. Na superfície, dietas com pouca gordura parecem fazer sentido, mas do ponto de vista bioquímico elas não fazem.

Dietas com pouca gordura não condicionam seu corpo a queimar gordura de maneira eficiente. Em uma dieta com pouca gordura, seu corpo está acostumado a usar carboidratos como seu principal combustível. O problema com o uso de carboidratos para obter energia, especialmente carboidratos processados, é que eles não satisfazem sua fome por muito tempo.



Os carboidratos aumentam a insulina, o que força a glicose dos carboidratos para as células adiposas. Agora a energia da glicose está presa nas células adiposas. Em vez de utilizar a glicose armazenada, seu corpo exige glicose adicional dos alimentos para compensar a queda na glicose no sangue. Assim, você se sente faminto e deseja mais carboidratos.

Quando você come mais gordura, você se sente mais saciado. Isso ocorre porque as gorduras não aumentam sua insulina, para que você não sinta a fome repentina que vem dos altos e baixos da insulina. De fato, sua glicose no sangue permanece mais estável.

Manter uma glicemia estável dá ao seu corpo mais tempo para acessar o combustível armazenado nas células adiposas. Na ausência de carboidratos adicionais, como na dieta cetogênica, seu corpo muda seu metabolismo para queimar gordura como combustível continuamente.

A dieta cetogênica é muito mais nutritiva do que as dietas com pouca gordura que as pessoas geralmente perdem peso sem contar calorias. (12)

Estudos demonstraram que as dietas cetogênicas superam as dietas com baixo teor de gordura para perda de peso, diminuindo os fatores de risco para doenças e melhorando os triglicerídeos e hdl níveis de colesterol. (13, 14, 15)

Dietas cetogênicas também melhoram a sensibilidade à insulina melhor do que dietas com pouca gordura. (16)

Resumindo: Dietas cetogênicas ajudam você a queimar gordura com mais eficiência do que dietas com baixo teor de gordura e alto carboidrato. Uma dieta cetogênica também é mais nutritiva, para que você perca peso sem sentir fome ou desejo de carboidratos.

Por que as dietas cetogênicas são boas para você?

Existem duas razões principais pelas quais as dietas cetogênicas são boas para você. Uma é que uma dieta cetogênica ajuda a perder excesso de gordura. O excesso de gordura é frequentemente associado a distúrbios metabólicos, como diabetes tipo 2, pré-diabetes, síndrome metabólica e doenças cardiovasculares. (17, 18, 19)

A segunda é que uma dieta cetogênica melhora a sensibilidade à insulina por meio da perda de peso. Quando a sensibilidade à insulina é aprimorada, o corpo é mais eficaz para eliminar o excesso de gordura, regular a glicose no sangue e evitar as muitas complicações de saúde relacionadas à resistência à insulina. (20, 21, 22)

A dieta cetogênica também pode proporcionar benefícios para outros distúrbios relacionados à insulina, como síndrome dos ovários policísticos e acne. (23, 24, 25)

Curiosamente, a dieta cetogênica pode ter benefícios para distúrbios neurológicos, como epilepsia, doença de Parkinson, doença de Alzheimer, lesões cerebrais e até cânceres cerebrais. (26)

Resumindo: As dietas cetogênicas ajudam a melhorar uma ampla variedade de condições de saúde, melhorando a sensibilidade à insulina, melhorando a queima de gordura, proporcionando benefícios neuroprotetores e diminuindo a glicose e a pressão sanguínea.

Quais alimentos compõem a dieta cetogênica?

As dietas cetogênicas visam eliminar os alimentos ricos em carboidratos e substituí-los por gorduras saudáveis ​​e uma porção moderada de proteínas. Alguns carboidratos são permitidos, mas apenas os com baixo teor de carboidratos e sem amido que também contêm grandes quantidades de fibras e outros nutrientes vitais.

Aqui estão as regras da dieta cetogênica:

Carboidratos a evitar

  • Alimentos adoçados com açúcar: Doces, bolos, tortas, sorvetes, suco de frutas, refrigerantes, biscoitos, iogurte congelado, etc. Além de condimentos, molhos, alimentos dietéticos sem açúcar que contêm álcoois de açúcar, bebidas alcoólicas, alimentos dietéticos com alto teor de carboidratos e outros alimentos açucarados produtos.
  • Carboidratos refinados: Pão branco enriquecido, arroz branco, massa branca, batatas fritas, cereais matinais e outros.
  • Amidos e vegetais ricos em amido: Arroz, macarrão e cereais à base de trigo, vegetais de raiz, como batatas, batatas doces, cenouras, etc. Além de feijão e legumes.

Carboidratos Permitidos

  • Vegetais com baixo teor de carboidratos: Isso inclui a maioria dos vegetais cultivados acima do solo, como espinafre, couve, brócolis, couve-flor, repolho, pepino, tomate, azeitona, aspargo, abobrinha, berinjela e outros.
  • Algumas frutas: Bagas como morangos, amoras, framboesas.
  • Chocolate: 90% Escuro

Gorduras não saudáveis ​​a evitar

  • Gorduras e óleos processados: Maionese, óleos vegetais e de sementes refinados, como óleos de milho, soja, canola, cártamo e girassol; óleos hidrogenados, como margarina, gordura vegetal, massa pronta para uso, frituras, cremes de café, produtos de panificação embalados e outros.

Gorduras saudáveis ​​permitidas

  • Peixe gordo: Principalmente salmão, atum albacora, truta do lago, arenque, sardinha e cavala.
  • Carne: Carne como bife, carne moída, carne assada; carne de porco como presunto, linguiça, bacon; frango, pato e peru.
  • Lacticínios: Manteiga, creme de leite fresco com gordura, queijo como queijo cheddar, mussarela, creme, cabra, queijo feta, azul, creme de leite e ricota.
  • Nozes e sementes: Amêndoas, nozes, macadâmia, castanha do Brasil, linhaça, nozes, pinhões, pasta de tahine, avelãs, sementes de chia, leite de amêndoa, manteigas de nozes e muito mais.
  • Óleos Saudáveis ​​Não Refinados: Óleo de coco, óleo de abacate, azeite extra-virgem, óleo de gergelim e óleo de linhaça.
  • Ovos: Faixa livre, pastagem ou ômega-3
  • Abacate

Petiscos cetogênicos permitidos

  • Bagas e creme de leite
  • Azeitonas
  • Chese gordo
  • Iogurte gordo
  • Ovos cozidos
  • Nozes
  • Sementes
  • Guacamole e vegetais com pouco carboidrato
  • Tomate cereja com mussarela e azeite
  • Fatia de carne assada, peru ou presunto
  • Sardinhas
  • Fatias de bacon
  • Chocolate escuro
  • Creme de queijo e salmão defumado
  • Manteiga e aipo de nozes
  • E mais

Resumindo: Dietas cetogênicas excluem a maioria dos carboidratos, exceto vegetais e frutas com baixo teor de carboidratos, e incluem gorduras saudáveis ​​de carne, peixe, nozes, sementes, laticínios, óleos saudáveis, ovos e abacates. Lanches cetogênicos saudáveis ​​também podem ser escolhidos nesta lista.

Que tipo de dieta cetogênica é ideal para você?

O melhor da dieta cetogênica é que há mais de uma maneira de fazer isso. Ter algumas opções além da dieta cetogênica padrão pode melhorar sua adesão à dieta. Aqui estão 4 versões da dieta cetogênica:

  • Dieta Cetogênica Padrão (skd): Essa versão geralmente se divide em 75% de gordura, 20% de proteína e 5% de carboidratos. Cada dia segue essa rotina.
  • Cetogênico de alta proteína: Esta versão é apenas ligeiramente diferente e permite mais proteína. A proporção agora se torna 60% de gordura, 35% de proteína e 5% de carboidratos
  • Dieta cetogênica cíclica (ckd): Esta dieta segue a dieta cetogênica padrão por 5 dias e, em seguida, permite um reabastecimento de carboidratos por 2 dias.
  • Dieta cetogênica direcionada (tkd): Esta versão permite que carboidratos adicionais sejam consumidos durante os treinos.

o tkd dieta pode ser mais adequada se você é um ávido freqüentador de academia e ckd a dieta pode ser mais adequada se você quiser passar alguns dias em que consome mais carboidratos. A dieta ceto-padrão pode ser melhor se você quiser uma dieta mais rotineira, onde poderá comer mais queijo, óleos e cremes pesados. Se você está tentando construir músculos, a dieta cetogênica de alta proteína pode ser melhor para você.

Se você não souber qual escolher, pode ser mais fácil começar com o skd dieta e depois passe para as versões mais avançadas.

Resumindo: Há mais de uma maneira de seguir a dieta cetogênica. Seu nível de atividade, necessidades de proteínas e carboidratos provavelmente ditarão qual dieta cetogênica funcionará melhor para você.

Existem efeitos colaterais em uma dieta cetogênica?

A adaptação a uma dieta cetogênica leva algumas semanas e, nesse período, você pode experimentar um ou mais efeitos colaterais à medida que seu corpo muda sua fonte de combustível da glicose nos carboidratos para o uso de seus estoques internos de gordura. Esses efeitos colaterais geralmente são temporários e geralmente podem ser auto-remediados.

  • Micção freqüente e perda de sal: Ao contrário de dietas à base de carboidratos que fazem com que você retenha água, dietas à base de gordura promovem a perda de água. Nas duas primeiras semanas de dieta cetogênica, seu corpo gasta seu glicogênio, que libera água que é excretada posteriormente na urina. Quando a água é excretada, os sais também são excretados e podem se esgotar.

    Isso pode causar dores de cabeça, cãibras musculares, fadiga, constipação, palpitações cardíacas e irritabilidade.

    Remédio: Beba bastante água e reabasteça sódio, potássio e magnésio. Adicionar sal à sua comida e ingerir alimentos ricos em potássio e magnésio, como nozes, carne, peixe, laticínios e vegetais com baixo teor de carboidratos (folhas verdes) e abacates deve ser suficiente. Se os sintomas persistirem, fale com o seu médico sobre tomar suplementos para equilibrar seus eletrólitos. É importante observar que você precisa prestar muita atenção a essa dieta; você precisa comer muitos vegetais com baixo teor de carboidratos e não apenas bacon, ovos e queijo, por exemplo. Você ainda precisa de fibras, vitaminas e minerais provenientes de vegetais.

  • Ceto-gripe: Durante as primeiras semanas, e principalmente perto do final da primeira semana, é comum passar por um processo conhecido como ceto-adaptação. A ceto-adaptação começa quando seu corpo passa a usar cetonas como combustível.

    Os sintomas da ceto-adaptação, comumente conhecidos como ceto-gripe, consistem em nevoeiro cerebral, tontura, fadiga, coração acelerado quando deitado, insônia e ânsias. Algumas pessoas experimentam esses sintomas mais do que outras, outras se adaptam mais facilmente. Demora cerca de 4 semanas para se adaptar totalmente à dieta e, depois, a nitidez mental e os níveis de energia devem retornar.

    Remédio: Para minimizar a ceto-gripe, você pode diminuir gradualmente sua ingestão de carboidratos por algumas semanas. Tente começar com uma dieta baixa em carboidratos e depois faça a transição para uma dieta cetogênica.

  • Alterações nos movimentos intestinais: Constipação pode ocorrer em dieta cetogênica. Alterar os tipos de alimentos que você come ou aumentar e diminuir certos alimentos pode alterar a flora intestinal (bactérias) e, portanto, a maneira como você digere os alimentos. Dietas cetogênicas também promovem a perda de água.

    Essas duas mudanças podem levar a constipação e indigestão.

    Remédio: Beba bastante água e coma vegetais fibrosos.

  • Ceto-respiração: As cetonas podem ser liberadas na urina, no suor e através da respiração. A acetona é uma forma fétida de cetona que é liberada durante a respiração.

    A acetona deixa um gosto metálico na boca e causa .

    Remédio: Mantenha uma boa higiene bucal, use enxaguatório bucal e considere mascar uma goma de mascar sem açúcar ou usar purificadores de ar.

  • Resumindo: Os efeitos colaterais da dieta cetogênica são comuns nas primeiras semanas, mas geralmente desaparecem em cerca de 4 semanas. Existem maneiras de limitar esses efeitos colaterais, como facilitar a dieta, beber bastante água, comer vegetais fibrosos e manter uma boa higiene bucal.

    Guia de refeições de dieta cetogênica

    É importante manter o equilíbrio durante uma dieta cetogênica. Lembre-se de que você ainda precisa comer vegetais com baixo teor de carboidratos, não apenas gorduras e proteínas. Você também quer ficar dentro do seu orçamento de calorias e não comer demais, especialmente em gorduras saturadas. Usar óleos, ervas e especiarias saudáveis ​​também é algo a começar a considerar.

    Aqui estão as refeições cetogênicas de uma semana para ajudar a guiá-lo:

    Segunda-feira

    • Café da manhã: Omelete de bacon, ovo e queijo com manjericão fresco cozido em óleo de coco
    • Almoço: Wraps de camarão picante e alface com abacate
    • Jantar: Truta em manteiga de alho com brócolis

    terça

    • Café da manhã: Omelete de salmão defumado com brócolis
    • Almoço: Salada de frango com pouco carboidrato e aipo (mistura de ½ colher de chá de maionese com 2 colheres de sopa de iogurte gordo)

      Ou tente isso keto omega caseiro 3 de maio

    • Jantar: Patty de carne com bacon, tomate, queijo e cebola

    Quarta-feira

    • Café da manhã: Milk-shake de chocolate com manteiga de amendoim com pouco carboidrato
    • Almoço: Aipo e asas de frango picante
    • Jantar: Costeletas de porco com crosta de parmesão e legumes

    Quinta-feira

    • Café da manhã: Iogurte gordo com nozes, amoras e estévia
    • Almoço: Rissóis de salmão com baixo teor de carboidratos
    • Jantar: Almôndegas com baixo teor de carboidratos com vegetarianos

    Sexta-feira

    • Café da manhã: Ovos e bacon de peru
    • Almoço: Refogue a carne com legumes cozidos em óleo de coco
    • Jantar: Salmão assado com cebola e aspargos na manteiga

    sábado

    • Café da manhã: Omelete com abacate, bacon, tomate, queijo de cabra e manjericão
    • Almoço: Peito de frango sem pele coberto com ceto-guacamole
    • Jantar: Refogue o camarão com o vegetal no óleo de coco

    domingo

    • Café da manhã: Omelete de presunto com cheddar, espinafre, cebola e tomate
    • Almoço: Pimentos recheados com carne moída ou frango, queijo, espinafre e manjericão
    • Jantar: Peito de Frango Recheado com Espinafre Keto-Cheesy

    Há mais algumas coisas a ter em mente ao planejar suas refeições cetogênicas. Primeiro, apesar de permanecer dentro do seu orçamento calórico ser mais fácil em uma dieta cetogênica, ainda é útil saber quantas calorias você precisa pessoalmente.

    Além disso, dessas calorias, quantas gramas de gordura, proteína e carboidratos você precisa, com base nas calorias alvo e nas porcentagens cetogênicas (75% de gordura, 20% de proteína e 5% de carboidratos). Para ajudá-lo com isso, aqui está uma ligação que calcula gramas de proteína, gordura e carboidratos para você.

    Em segundo lugar, tente comer uma variedade de carnes, nozes e legumes a cada semana para garantir que você obtenha uma gama completa de nutrientes, especialmente fibras e minerais.

    Resumindo: As refeições cetogênicas são equilibradas e nutritivas, fornecendo vegetais com baixo teor de carboidratos, mantendo-se dentro do seu orçamento calórico e alternando carnes e vegetais para obter uma grande variedade de vitaminas e minerais.

    Você deve usar suplementos em uma dieta cetogênica?

    Se você fizer refeições cetogênicas equilibradas com a proporção certa de gorduras, proteínas e carboidratos saudáveis, como vegetais com baixo teor de carboidratos, deverá receber todos os nutrientes de que precisa. Dito isto, existem alguns suplementos que podem ser úteis para os seguintes ...

    • Aumento dos níveis de teclas: Para aumentar os níveis de tom de tecla cetonas exógenas e mct óleo pode ser útil. Uma combinação de óleo MCT e cetonas exógenas ajuda a atingir um estado de cetose e ajuda na perda de peso.
    • Energia baixa: Creatina, mct óleoe cafeína todos têm benefícios para aumentar a energia e o desempenho do exercício.
    • Melhor cognição: Minerais como sódio, potássio e magnésio, Cetonas exógenas, e cafeína todos potencialmente ajudam com o nevoeiro cerebral associado à ceto-gripe.
    • Ingestão de proteínas: Adicionando proteína de soro seus batidos ou iogurte podem ajudar você a atingir sua meta diária de ingestão de proteínas.

    Resumindo: Existem alguns suplementos que podem ser úteis para alcançar um estado de cetose, melhorar o desempenho cognitivo e de exercício e aumentar a ingestão de proteínas. Esses são mct óleos, cetonas exógenas, minerais, creatina, proteína de soro de leite e cafeína. Para tirar o máximo proveito da sua dieta ceto-dietética, converse com seu médico para verificar se os suplementos são adequados para você.

    Como comer em restaurantes com uma dieta cetogênica?

    Transformar uma refeição rica em carboidratos em uma refeição cetogênica é bastante fácil. A chave é saber o que pedir e o que deixar de lado. A maioria dos restaurantes é boa em fazer substituições. Aqui estão algumas dicas sobre como fazer o pedido com o garçom.

    • Peça para substituir batatas, arroz, macarrão ou batata frita por vegetais com baixo teor de carboidratos.
    • Peça para deixar os pães fora de sanduíches ou hambúrgueres.
    • Encomende pratos de carne com legumes extras.
    • Pergunte que tipo de óleo é usado no seu prato; se for óleo vegetal, peça um prato assado ou pergunte se eles têm azeite, coco ou óleo de abacate.
    • Peça para deixar o embrulho ou a casca de milho fora de burritos, tacos ou envoltórios.
    • Pergunte se eles servem guacamole; isso pode ser adicionado a carnes, legumes, saladas ou omeletes.
    • Para a sobremesa, peça creme de leite fresco com frutas.
    • Peça queijo e creme de leite em seus pratos.
    • Para batidos, peça opções com poucas frutas e muita proteína.
    • Peça a captura do dia peixes (salmão, truta, atum).
    • Não peça molho para salada e use óleo, vinagre e limão.

    Resumindo: A dieta cetogênica é bastante fácil de seguir, mesmo quando se come fora. Basta pedir refeições à base de carne, peixe ou ovo e solicitar que os alimentos ricos em carboidratos sejam deixados de lado. Além disso, peça vegetais extras, óleos saudáveis, queijos, creme de leite, guacamole e outros alimentos amigáveis ​​ao ceto para ajudar a preparar seu prato.

    Dieta Cetogênica Perguntas frequentes

    A dieta cetogênica geralmente levanta muitas questões. Aqui estão alguns dos mais comuns:

    1. Esse tipo de dieta aumentará meu colesterol?

      Depende. Em média, dietas cetogênicas melhoram os marcadores de colesterol, mas parece haver um subconjunto de pessoas cujo colesterol total, LDLe LDL números de partículas sobem. Se esse é o seu caso, a dieta pode ser modificada. Por exemplo, você pode comer mais gorduras monoinsaturadas em vez de gorduras saturadas, aumentar a ingestão de fibras e comer uma porcentagem maior de vegetais com baixo teor de carboidratos. Apenas certifique-se de discutir seus objetivos de colesterol e dieta com seu médico.

    2. A gordura saturada não é ruim para você?

      A pesquisa atual indica que a gordura saturada não leva a doenças cardíacas. No entanto, se você já tem problemas com o colesterol, é uma boa ideia substituir algumas gorduras saturadas por gorduras monoinsaturadas. Certamente a gordura saturada em junk food processada é ruim para você.

    3. Quem não deve seguir uma dieta cetogênica?

      Uma dieta cetogênica pode ser desaconselhável para algumas pessoas com doença renal, doenças hepáticas ou pancreáticas preexistentes, diabetes tipo 1 ou diabetes tipo 2 que tomam certos medicamentos, mulheres grávidas, amamentando ou grávidas com diabetes gestacional ou qualquer pessoa em recuperação ou sofrendo de um distúrbio alimentar. Antes de iniciar qualquer dieta, você deve sempre conversar com seu médico.

    4. Cetose parece perigoso. É isso?

      A cetose é um processo natural que seu corpo já sofre quando a ingestão de alimentos é baixa, por isso não é perigoso. Por exemplo, depois de dormir por 8 horas, seu corpo sofre cetose até certo ponto até você comer novamente. A cetose não deve ser confundida com a cetoacidose, que ocorre na ausência de produção de insulina, como é o caso dos diabéticos tipo 1 que não conseguem produzir insulina.

    5. A dieta cetogênica causa perda muscular?

      Uma dieta cetogênica é na verdade poupadora de músculos. Quando uma pessoa está totalmente adaptada ao ceto, a dieta preserva a massa magra. A ingestão adequada de proteínas e gorduras garante que o corpo use reservas de gordura e cetona sobre as reservas de proteínas e aminoácidos para obter energia.

    6. Posso construir músculos com uma dieta cetogênica?

      Sim, embora você possa precisar de 50 gramas de carboidratos em vez de 20 ou 30 gramas. Uma quantidade um pouco maior de carboidratos, especialmente antes de uma sessão intensa de levantamento de peso, pode fornecer energia instantânea para o seu treino sem interromper a cetose. Isso também estimulará um aumento na produção de insulina, o que ajuda na recuperação muscular anabólica.

    7. Eu preciso fazer reabastecimento de carboidratos?

      O refino de carboidratos não é necessário para a maioria dos dieters cetogênicos, especialmente aqueles que estão iniciando a dieta. A idéia por trás de um reabastecimento de carboidratos é aumentar os níveis de leptina para que você possa continuar fazendo dieta sem reduzir o metabolismo ou se acostumar com a sua entrada calórica. Fisiculturistas competitivos podem se beneficiar de um reabastecimento de carboidratos ao tentar reduzir ainda mais o percentual de gordura corporal.

    8. Posso comer carboidratos novamente?

      Inicialmente, para perder peso e se adaptar ao ceto, você deve evitar a maioria dos carboidratos. Depois de perder peso, você pode comer carboidratos em ocasiões especiais, mas reverter para uma dieta rica em carboidratos pode fazer com que você recupere o peso.

    9. Sem carboidratos, não me sinto fraco e cansado o tempo todo?

      Inicialmente, você pode se sentir fraco e cansado sem a ingestão habitual de carboidratos, mas quando seu corpo entrar em cetose total, você deverá se sentir energético.

    10. O que devo fazer se tiver um problema digestivo?

      Mudar sua dieta significa que seu corpo precisa se acostumar com novos alimentos; isso pode causar indigestão, diarréia ou constipação. Depois de fazer dieta cetogênica por 3 ou 4 semanas, sua digestão deve melhorar. Se persistir, tente adicionar mais vegetais ricos em fibras.

    11. Quanta proteína é permitida em uma dieta cetogênica?

      Uma dieta cetogênica visa manter as proteínas em uma ingestão moderada. Muita proteína pode levar seu corpo à gliconeogênese e à cetose. Procure entre 20 a 35% de proteína. Para ter certeza de que está em cetose, você pode teste seus níveis de cetona.

    12. Minha urina tem um cheiro diferente, por que isso?

      É comum que a urina cheire a fruta em uma dieta cetogênica devido à excreção de subprodutos criados durante a cetose.

    13. A dieta cetogênica causa pedras nos rins?

      Há alguma evidência disso especialmente para pessoas predispostas a pedras nos rins, no entanto, beber muita água e comer vegetais normalmente impede pedras nos rins. Algumas pessoas precisam de suplementos de citrato de potássio durante uma dieta cetogênica. É melhor discutir pedras nos rins com seu médico antes de iniciar uma dieta cetogênica.

    Outras considerações sobre dieta cetogênica

    Verificou-se que a dieta cetogênica é uma maneira eficaz de pacientes obesos e diabéticos tipo 2 perderem peso e melhorarem sua saúde metabólica. Pessoas saudáveis ​​e até fisiculturistas usaram com sucesso a dieta ceto para atingir seus objetivos de condicionamento físico. Dito isto, existem outras dietas que o seu médico pode recomendar para suas necessidades específicas.

    Seguir uma dieta cetogênica a longo prazo pode ser bastante desafiador e, em alguns casos, pode exigir supervisão médica para pessoas com condições de saúde pré-existentes.

    Uma dieta rica em gorduras pode não ser necessária para que você alcance seus objetivos particulares, e isso deve ser considerado contra o início de uma dieta que exija muita atenção e detalhes. A última coisa que você quer fazer é comer gorduras e carboidratos ao mesmo tempo, porque você não é totalmente dedicado à dieta ou costuma comer demais.

    Esta é uma dieta especializada e é preciso consistência para acertar.

    Resumindo: Foi demonstrado que a dieta cetogênica ajuda efetivamente as pessoas com sobrepeso a perder peso e melhorar a saúde geral. No entanto, a dieta não é adequada para todos. Você deve considerar seus hábitos alimentares, sua capacidade de aderir à dieta, seus objetivos de condicionamento físico e, é claro, as recomendações do seu médico.